Trabalho de Animação com Modelos Hierárquicos, MoCap e Game Engine::Jogo de Pokèmon Ciclista em Unity ou UE4

Esté é o Trabalho#3:  Animação com Modelos Hierárquicos e Game Engines

2018.2

Instruções:

Você vai, neste trabalho, utilizar várias coisas de momentos anteriores da disciplina:

visoes-bicicletas-2018.1

 

Você vai criar um jogo em Unity5 ou UE4 onde o personagem é um Pokémon de sua escolha andando de bicicleta:

  • a bicicleta deve ser uma modelagem realista, você pode se basear em algumas das modelagens do semestre passado para isso;
  • o Pokémon tem de ser um Pokémon bípede capaz de andar de bicicleta;
  • tanto a bicicleta quanto o Pokémon têm de usar dados de MoCap para a movimentação – se você desejar movimentar a bicicleta utilizando uma sequencie de keyframes feta à mão você pode mas os movimentos do personagem têm de ser realistas;
  • o par Pokémon/bicicleta tem de poder ser dirigido pelo jogador para fazer alguma coisa que acumule pontos: derrubar algo, perseguir algo, passar por um labirinto, você decide….

Você não conhece Pokèmons?

Aqui algumas sugestões de Pokèmons bípedes da coleção de modelagens dos Roestudios para você usar como o seu personagem ciclista:

pokemons

Dados:

Sobre o Autor

possui graduação em Ciências da Computação pela Universidade Federal de Santa Catarina (1989) e Doutorado Acadêmico (Dr. rer.nat.) em Ciências da Computação pela Universidade de Kaiserslautern (1996). Atualmente é professor Associado da Universidade Federal de Santa Catarina, onde é professor do Programa de Pós-graduação em Ciência da Computação e dos cursos de graduação em Ciências da Computação e Sistemas de Informação. É também professor e orientador de doutorado do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Computação da Universidade Federal do Paraná - UFPR. Tem experiência nas áreas de Produção de Conteúdo para TV Digital Interativa, Informática em Saúde, Processamento e Análise de Imagens e Engenharia Biomédica, com ênfase em Telemedicina, Telerradiologia, Sistemas de Auxílio ao Diagnóstico por Imagem e Processamento de Imagens Médicas, com foco nos seguintes temas: analise inteligente de imagens, DICOM, CBIR, informática médica, visão computacional e PACS. Coordena o Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia para Convergência Digital - INCoD. É também Coordenador Técnico do Sistema Integrado Catarinense de Telemedicina e Telessaúde (STT/SC), coordenador do Grupo de Trabalho Normalização em Telessaúde do Comitê Permanente de Telessaúde/Ministério da Saúde e membro fundador e ex-coordenador da Comissão Informática em Saúde da ABNT - ABNT/CEET 00:001.78. Atualmente também é membro da comissão ISO/TC 215 - Health Informatics. Foi coordenador da RFP6 - Conteúdo - do SBTVD - Sistema Brasileiro de TV Digital/Ministério das Comunicações. Foi o criador e primeiro Coordenador do Núcleo de Telessaúde de Santa Catarina no âmbito do Programa Telessaúde Brasil do Ministério da Saúde e da OPAS - Organização Pan-Americana de Saúde e criador do Núcleo Santa Catarina da RUTE - Rede Universitária de Telemedicina.