Visão Computacional

Introdução construction

  1. O Conjunto de Disciplinas de Visão Computacional do INE (CCO e PPGCC)
    1. Visão Geral do Conteúdo
    2. Programa das Disciplinas
      1. INE410121-41000025DO/ME (PPGCC – Mestrado e Doutorado)
      2. INE510004-41000025DO (PPGCC – Doutorado)
      3. Disciplina de Graduação (CCO)
    3. Plano de Ensino da Disciplina (integrado)
    4. Disciplina correlata: Reconhecimento de Padrões

Comparison between segmentation methods on image 368068. (A) original image, (B) Ground Truth, (C) WCSC, (D) CSC, (E) Edison, (F) Munford-Shah, (G) RHSEG, (H) JSEG and (I) Watershed.

Comparação entre métodos de segmentação aplicados à imagem nº 368068. (A) original , (B) Ground Truth, (C) WCSC, (D) CSC, (E) Edison, (F) Munford-Shah, (G) RHSEG, (H) JSEG e
(I) Watershed.

Programa

    1. Introdução

      1. Aula Inaugural e Apresentação do Plano de Ensino
        1. Apresentação do Problema do Projeto do Semestre. Discussão de Caminhos de Solução
        2. Representação de Imagens e Percepção de Cor
        3. Apresentação de Khoros, OpenCV e outras ferramentas
        4. Apresentação de dispositivos de hardware peculiares ao Projeto a ser desenvovido
      2. Visão da Estruturação Geral do Campo da Análise de Imagens e Visão Computacional
        1. Domínios de Processamento de Imagens
        2. Métricas de Cor e Similaridade de Pixel
    2. Domínio do Valor

      • Consideramos apenas o Valor de cada pixel da imagem, sem levar em consideração o que se encontra ao seu redor
      • V1. Operações Matemáticas de imagem com operando escalar
      • V2.  Operações Lógicas com operando escalar
      • V3. Operações Matemáticas de imagem com imagem
      • V4. Operações Lógicas de imagem com imagem
      • V5. Operações de Limiarização
      • V6. Operações Estatísticas
      • V7. Operações Combinadas
    3. Domínio do Espaço

      • Consideramos o valor de cada pixel e também a relação deste com os valores de um conjunto de pixels na sua vizinhança
      • E1. Operações Genéricas de Convolução
      • E2.  Morfologia Matemática
      • E3. Operações de Detecção de Bordas
        • E3. Detecção de Bordas com Convolução Simples
          • E3.1 Roberts
          • E3.2 Sobel
          • E3.3 Robinson
        • E3’ Operadores Avançados de Detecção de Bordas
          • E 3.4 Canny
        • E3’’ Detecção de Estruturas Salientes
          • E 3.5 Sha’aShua
    4. Domínio da Freqüência

textura1

Links

      1. Página Antiga da Disciplina (Seminário Introdução à Visão Computacional)
      2. Seminários de Nagoya (Tutorial @ MICCAI 2013)

Sobre o Autor

possui graduação em Ciências da Computação pela Universidade Federal de Santa Catarina (1989) e Doutorado Acadêmico (Dr. rer.nat.) em Ciências da Computação pela Universidade de Kaiserslautern (1996). Atualmente é professor Associado da Universidade Federal de Santa Catarina, onde é professor do Programa de Pós-graduação em Ciência da Computação e dos cursos de graduação em Ciências da Computação e Sistemas de Informação. É também professor e orientador de doutorado do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Computação da Universidade Federal do Paraná - UFPR. Tem experiência nas áreas de Produção de Conteúdo para TV Digital Interativa, Informática em Saúde, Processamento e Análise de Imagens e Engenharia Biomédica, com ênfase em Telemedicina, Telerradiologia, Sistemas de Auxílio ao Diagnóstico por Imagem e Processamento de Imagens Médicas, com foco nos seguintes temas: analise inteligente de imagens, DICOM, CBIR, informática médica, visão computacional e PACS. Coordena o Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia para Convergência Digital - INCoD. É também Coordenador Técnico do Sistema Integrado Catarinense de Telemedicina e Telessaúde (STT/SC), coordenador do Grupo de Trabalho Normalização em Telessaúde do Comitê Permanente de Telessaúde/Ministério da Saúde e membro fundador e ex-coordenador da Comissão Informática em Saúde da ABNT - ABNT/CEET 00:001.78. Atualmente também é membro da comissão ISO/TC 215 - Health Informatics. Foi coordenador da RFP6 - Conteúdo - do SBTVD - Sistema Brasileiro de TV Digital/Ministério das Comunicações. Foi o criador e primeiro Coordenador do Núcleo de Telessaúde de Santa Catarina no âmbito do Programa Telessaúde Brasil do Ministério da Saúde e da OPAS - Organização Pan-Americana de Saúde e criador do Núcleo Santa Catarina da RUTE - Rede Universitária de Telemedicina.